• Notícias
  • >
  • > 14º Conselho Científico e Técnico do Poço de Carbono Florestal PEUGEOT–ONF na Amazônia: um projeto moderno e em constante movimento

Notícias

Anterior Seguinte
Informações | 10 04 2014
14º Conselho Científico e Técnico do Poço de Carbono Florestal PEUGEOT–ONF na Amazônia: um projeto moderno e em constante movimento

A 14ª reunião do Conselho Científico e Técnico do Poço de Carbono Florestal PEUGEOT-ONF aconteceu entre os dias 7 e 9 de abril na Chapada dos Guimarães, no Estado do Mato Grosso. O encontro permitiu realizar um balanço do projeto e, ainda, desenvolver um plano ambiental e científico a longo prazo, que prevê a construção de novas ligações em níveis regional, nacional e internacional com o programa PETRA (Plataforma Experimental de Gestão de Territórios Rurais da Amazônia).

 

Relatório do IPCC, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (Intergovernmental Panel on Climate Change), Poço de Carbono Florestal PEUGEOT-ONF e o recorde apresentado pelo 308 1.2l Pure Tech em termos de consumo: três temas, uma única questão

 

Antes mesmo de ter acesso ao último relatório entregue pelo IPCC, a Marca mostra que já está em linha com as afirmações dos principais estudiosos do assunto: “Para lutar contra as mudanças climáticas é preciso atuar diretamente na fonte, reduzindo drasticamente o consumo de combustíveis fósseis e emissões de CO2, além de ativar todos os poços de carbono possíveis (o conceito de “poço de carbono”, abrangendo sistema natural ou físico que absorve mais carbono do que emite)”.

 

Algumas evidências:

 

- Registrando uma média de 115 g/km de CO2 na venda de veículos novos na Europa em 2013, a PEUGEOT estabeleceu a liderança entre as marcas europeias em termos de controle das emissões de carbono. Recentemente, na Espanha, o modelo 308 equipado com motor três cilindros 1.2l Pure Tech registrou um recorde: 1.810 quilômetros percorridos com um total de 35 km/l e emissões de CO2 de 85 g/km;

 

- Dando continuidade às parcerias com inúmeras entidades nacionais e internacionais para o projeto Poço de Carbono Florestal, no centro da Amazônia, a PEUGEOT e a ONF – Escritório Nacional das Florestas francês (Office National des Forêts) – oferecem à comunidade científica internacional uma importante ferramenta de validação da relação entre reflorestamento, sequestro de carbono atmosférico e regulação climática.

 

Dessa forma, a PEUGEOT reafirma seu compromisso com as gerações futuras, sendo a única fabricante de automóveis do mundo a dar início a uma política completa relacionada ao respeito e controle das emissões de carbono e das mudanças climáticas.

 

 

Intensificação do armazenamento de carbono atmosférico no ecossistema florestal

 

O Conselho Científico e Técnico apresentou os resultados do armazenamento de carbono dentro da área de plantação do projeto. No total, 2.000.000 de árvores de mais de 50 espécies nativas diferentes foram reintroduzidas em uma área com cerca de 2.000 hectares. Até a presente data, esse ecossistema florestal em crescimento tem armazenado 384.655 toneladas de CO2. Constatou-se, ainda, que no ano de 2013 houve uma aceleração da capacidade de estocagem, com um total de 52.521 toneladas de CO2 somente neste período.

 

Reserva do Patrimônio Natural: uma joia a valorizar

 

Em reconhecimento ao seu valor intrínseco, o Conselho Científico e Técnico propôs o desenvolvimento científico da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), criada em 2009. Ela abrange uma área de 1,8 mil hectares de rica biodiversidade (matas ciliares de ribeira, essencialmente) no centro dos 7.000 hectares de floresta natural do projeto. Essa área delimitada será um termômetro do funcionamento natural das florestas tropicais úmidas da Amazônia. Por isso, a PEUGEOT e a ONF estão empenhadas em desenvolver ações de natureza científica e pedagógica.

 

 

PETRA: o Poço de Carbono PEUGEOT-ONF no coração de uma dinâmica regional, bilateral e internacional

 

Em novembro de 2012, a PEUGEOT, a ONF e o Fundo Francês para o Meio Ambiente Mundial FFEM, anunciaram o lançamento de um vasto programa de desenvolvimento sustentável intitulado PETRA (Plataforma Experimental para a Gestão dos Territórios Rurais da Amazônia Legal), com o resguardo do Ministério Francês para Negócios Estrangeiros. Ele prevê a utilização do projeto Poço de Carbono Florestal PEUGEOT-ONF como uma plataforma de recursos e um referencial para o desenvolvimento de iniciativas que permitam conciliar atividades econômicas e manutenção da cobertura florestal em áreas rurais da Amazônia legal.

 

Cerca de vinte organizações francesas e brasileiras, estaduais, privadas, acadêmicas e de pesquisas, participaram do primeiro conselho científico do PETRA, que possui os mesmo moldes do projeto pioneiro da Marca e que é mantido pelo mesmo conselho, paralelamente. Mais de 50 especialistas franceses, brasileiros e africanos participaram do trabalho, demonstrando o poder de atração e a exemplaridade do projeto inicial, fundado pela PEUGEOT e pela ONF em 1998 e que se estenderá até 2038.