Notícias

Anterior Seguinte
Informações | 06 01 2015
Equipe PEUGEOT-Total supera o trajeto mais longo do Rally Dakar

Fazendo jus a sua reputação, o segundo dia do Rally Dakar levou as equipes competidoras a enfrentar o trecho mais longo dos 17 dias de evento. O trajeto de 518 quilômetros entre Carlos Paz e San Juan, na Argentina, foi marcado pela variedade de terrenos, começando por seções mais estreitas e sinuosas e seguido de muita poeira e areia. Porém, a maior dificuldade do dia foi o calor extremo, que fez as esquipes sofrerem.

 

Para a equipe PEUGEOT, o segundo dia já estava previsto para ser um teste complicado por ser a primeira vez do carro PEUGEOT 2008 DKR nessa variedade e temperatura de terrenos que tipicamente fazem parte do Dakar. No entanto, a máquina criada pela PEUGEOT passou por esse importante desafio estabelecendo um tempo na casa dos top 10 competidores até o momento.

 

O piloto Carlos Sainz iniciou o dia prevendo que as dificuldades do trecho não seriam vantajosas para um carro de tração em duas rodas e que, portanto, poderia inclusive perder posições depois de fechar a primeira prévia em oitavo. Porém, o espanhol conseguiu manter uma consistência no ritmo de pilotagem que permitiu com que ele melhorasse sua colocação final, independente das dificuldades do trecho, o maior desafio para um carro testado pela primeira vez no evento.

 

“Hoje conseguimos ganhar duas posições e finalizar em sexto. Infelizmente também nos envolvemos em um acidente com um competidor de moto nesse mesmo trecho, foi um grande choque. Acima de tudo, meus pensamentos estão para que ele tenha uma rápida recuperação.”, disse Carlos, que fechou o dia em sétimo lugar, o que o eleva para a sexta posição no quadro geral da competição. “De resto, não tivemos nenhuma dificuldade mecânica e optamos por não tomar nenhuma decisão arriscada para potencializar nossa possibilidade de terminar o trecho.”

 

Também da equipe Peugeot, Stéphane Peterhansel terminou classificado em 26º, o que significa uma colocação em 22º depois de dois dias de competição. O francês atingiu um toco de árvore escondido sob areia fina, o que causou a quebra do braço de direção. Depois de tentar consertá-lo, o piloto percebeu que o carro não dava a partida, o que lhe custou uma hora no total. 

 

“Se tem algo que aprendi ao longo dos anos é que o Dakar é uma competição a ser encarada como projeto de longo-prazo”, disse. “Infelizmente, as coisas começaram a ir mal quando atingimos o tronco. Sim, tivemos problemas para dar partida no carro novamente, mas se não tivesse acertado a árvore, não precisaríamos reiniciar. Foi um trecho bem complicado, principalmente por conta com calor.”

 

Já Cyril Despres, competidor de moto de formação, vem ganhando experiência e continua seu aprendizado como piloto sem apresentar problemas independentemente dos desafios do trecho. Mostrando surpreendente constância, Despres ficou em 24º tanto no trajeto, quanto no ranking dos dois dias de evento.

 

“Estou me atendo ao plano de conhecer a competição de carro”, afirmou o novato da equipe. “E, sem dúvida, hoje foi o dia mais desafiador sobre quatro rodas. O calor parecia um secador de cabelos na potência máxima no rosto. Ainda assim, fico satisfeito em passar pelo trecho mais longo do rally e em cada quilômetro eu aprendo mais. Não quero cometer nenhum erro que comprometa nossa possibilidade de chegada ao final.”

 

O chefe da equipe, Bruno Famin, também destacou os desafios e surpresas do dia. “Na verdade não tínhamos feito esse tipo de distância antes, o que foi um verdadeiro teste para o carro. Então, termos passados esse trajeto mais longo já é uma grande vitória para nós, ainda que a competição ainda esteja nos primeiros dias”.

 

Etapa 2 (San Juan-Chilecito): Terça-Feira, dia 6 / 6:30am (horário local) - 2000km (SS 284km)

Resultados da SS2:

1 Nasser Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (F) Mini                                6hr 19min 40sec

2 Giniel de Villiers (RSA)/Dirk von Zitzewitz (D) Toyota                             6h 27min 22sec

3 Bernhard Ten Brinke (NL)/Tom Colsoul (B) Toyota                                6hr 29min 22sec

4 Krzysztof Holowczyc (PL)/Xavier Panseri (F) Mini                                  6hr 30min 08sec

5 Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov                                           6hr 37min 03sec

6 Carlos Sainz (E)/Lucas Cruz (E) Peugeot 2008 DKR                            6hr 39min 24sec

7 Erik van Loon (NL)/Wouter Roesegar (NL) Mini                                      6hr 39min 44sec

8 Yazeed Al-Rahji (SAU)/Timo Gottschalk (D) Toyota                               6hr 41min 14sec

9 Carlos Sousa (P)Paulo Fiuza (P) Toyota                                                  6h 41min 44sec

10. Orlando Terranova (ARG)/Ronnie Graue (ARG) Mini              6hr 42min 03sec  

22 Stéphane Peterhansel (F)/J-P Cottret (F) Peugeot 2008 DKR        7hr 27min 21sec

24. Cyril Despres (F)/Gilles Picard (F) Peugeot 2008 DKR                    7hr 32min 57 sec