Notícias

Anterior Seguinte
Informações | 23 04 2013
Peugeot 208 T16 Pikes Peak: 875 CV para chegar ao topo!

imggrandekppv3

 

875 cavalos para 875 quilos, tração nas quatro rodas, aerodinâmica extrema… Não restam dúvidas: os engenheiros da Peugeot Sport não pouparam esforços para entregar a Sébastien Loeb uma poderosa “máquina”. É ao volante deste veículo que o piloto que dominou as competições de rali na última década vai partir para a “conquista das nuvens” e tentará, no próximo dia 30 de junho, tornarse “O Rei de Pikes Peak”.


Altura e forma da carroceria, cilindrada, posição do motor… acatar as inúmeras exigências impostas pelos regulamentos de provas automobilísticas é, sem dúvida, o grande desafio dos engenheiros que trabalham na preparação dos carros de competição.

Entretanto, existe uma corrida que permite aos engenheiros a possibilidade de dar asas à imaginação: Pikes Peak, principalmente quando se trata da categoria “Ilimitada”. De acordo com Jean-Christophe Pallier, chefe de projeto do 208 T16 Pikes Peak, a única limitação imposta no desenvolvimento deste veículo foi o curto tempo.

Com suas altitudes vertiginosas, Pikes Peak apresenta um desafio técnico único no mundo: a oxigenação dos motores. “É preciso calcular uma perda de potência de 1% por cada cem metros de altitude para um motor atmosférico”, explica Bruno Famin, diretor da Peugeot Sport. Esse dado é fundamental para compreender plenamente essa corrida, cuja largada é dada a 2.865 metros de altitude, enquanto a linha de chegada fica a 4.301 metros.

Antes mesmo da largada, alguns elementos mecânicos já perderam 30% de sua potência. Portanto, o trabalho realizado em torno do 208 T16 Pikes Peak levou em conta muita cautela a fim de garantir a potência necessária para as mãos de Sébastien Loeb. Por essa razão, a Peugeot Sport não hesitou em preparar um motor de 875 cavalos de potência, um propulsor V6 dotado de duplo turbo inspirado nas provas de resistência. Assim, o 208 T16 Pikes Peak ficará mais potente do que um F1 e será, de certo, o carro mais potente já conduzido pelo campeão mundial de rali. Rumo a uma experiência extrema, principalmente quando se tem conhecimento de que no lugar das barreiras de segurança, Pikes Peak só oferece precipícios.

Para partir à “conquista das nuvens”, a Peugeot Sport definiu que o carro dirigido por Sébastien Loeb deveria ser leve: “Conseguimos reduzir o peso a 875 quilos, alcançando, assim, a mágica relação pesopotência de 1 cavalo por quilo”, afirma Jean-Christophe Pallier. “Evidentemente, para tornar o carro tão ágil quanto possível, a repartição do peso ao redor do chassi tubular foi aperfeiçoada e o motor foi posicionado em posição central traseira, como os famosos Grupos B dos anos 80 ou os protótipos das corridas de resistência”, completa.

O 208 T16 Pikes Peak tem um verdadeiro parentesco com o 908 que ganhou as 24 Horas de Le Mans. Desde o ano passado, o percurso de Pikes Peak está totalmente asfaltado, então a Peugeot Sport praticamente desenvolveu um protótipo de Le Mans. Assim, a direção esportiva da Marca inspirou-se no 908 para desenvolver o conjunto de suspensões, os freios e, ainda, alguns elementos aerodinâmicos, como a tomada de ar que alimenta o motor ou o impressionante aerofólio de dois metros, emprestado do primeiro 908 HDi FAP.

Assim como em Le Mans, a questão da aerodinâmica foi especialmente estudada: “Pensamos que é isto que faz toda a diferença em relação a nossos concorrentes. No percurso de Pikes Peak as velocidades variam entre 50 e 240 km/h e a aerodinâmica é um critério essencial a partir de 100 km/h, afirma Jean- Christophe Pallier”. O aerofólio e a lâmina dianteira conferem ao 208 T16 Pikes Peak um visual feroz e uma eficácia extraordinária. Praticamente invisível, a parte inferior do carro produz quase a metade do apoio aerodinâmico do veículo.

Equipado com pneus Michelin especiais, que conferem uma preciosa aderência às quatro rodas motrizes, o Peugeot 208 T16 Pikes Peak chega para assustar os adversários. Sébastien Loeb, o piloto mais premiado dos ralis, terá nas mãos um dos carros mais extremos já vistos numa corrida para percorrer 18 curvas em U e outras 156 curvas que o separam do lendário Pikes Peak. Fotos em HD disponíveis para uso editorial: www.redbullcontentpool.com