• Notícias
  • >
  • > Peugeot 408: novos conjuntos mecânico e de suspensão marcam ano modelo 2014 do veículo

Notícias

Anterior Seguinte
Informações | 02 09 2013
Peugeot 408: novos conjuntos mecânico e de suspensão marcam ano modelo 2014 do veículo

nova9602009

 

Sedã médio da Marca agora dispõe do câmbio automático sequencial de seis velocidades acoplado ao motor 2.0L 16V VVT Flex (151 CV) com bloco em alumínio;

Novo conjunto de suspensão oferece mais conforto aos ocupantes sem perder a esportividade característica do modelo;

Novos itens de série tornam ainda mais completas as versões de acabamento de toda a linha.

 

Uma das referências no concorrido segmento de sedãs médios, ao aliar amplo espaço interno com acabamento superior, dirigibilidade de alto nível e generosidade tecnológica graças a um extenso pacote de equipamentos de série, o Peugeot 408, com o ano modelo 2014, chega ao mercado brasileiro com novos atributos que o tornam ainda mais competitivo.

 

A começar pela versão Allure 2.0L Automática, que estreia um novo powertrain formado pela transmissão automática sequencial de seis velocidades, até então disponível nas versões com motorização THP da gama de produtos da Marca, e pelo reconhecido motor 2.0L 16V Flex, de 151 CV de potência máxima.

 

A transmissão automática de seis velocidades (caixa AISIN) que passa a equipar o modelo, chamada AT6, é a mesma utilizada nas versões THP e em diversos outros veículos da Marca em todo o mundo.

 

Em termos de segurança e confiabilidade, essa caixa possui um moderno sistema de trava eletrônica que impede o engate de uma marcha incompatível com a rotação do motor. Na prática, o sistema impossibilita o movimento da alavanca para as opções “P” (parking) e “R” (marcha a ré) quando o veículo ultrapassa a velocidade de 6 km/h, preservando a transmissão.

 

Para otimizar o funcionamento da caixa AT6 com o motor 2.0L foram desenvolvidas novas linhas de admissão de ar e de escape, além de uma calibração específica para o motor, privilegiando o conforto na utilização da função “Drive” e, ainda, proporcionando uma condução mais dinâmica e esportiva no modo “Sport”. 

 

Outro item de destaque da caixa AT6 é o sistema de correção dinâmica, que faz a leitura do relevo pela qual o veículo está trafegando. A transmissão “segura” as marchas em descida, acionando o freio motor, e nas subidas trabalha na melhor faixa possível de torque. O sistema também retém a marcha quando o motorista tira o pé do acelerador, permitindo, caso ele aborte uma ultrapassagem, refazer a operação, garantindo maior segurança. Se o mecanismo não estivesse disponível, com a desaceleração, o carro ganharia velocidade e o motorista precisaria acionar os freios.

 

Motor 2.0L 16V VVT Flex: confiável, robusto e flexível

 

O bloco de quatro cilindros e 16 válvulas Flex, com duplo comando de válvulas e cilindrada de 1.997 cm3 (diâmetro 85 mm, curso 88 mm), é compacto e de liga leve. O comando de válvulas de admissão, equipado com sistema de distribuição variável e contínuo (VVT), tem uma cartografia que possibilita variar a admissão em função das condições de condução. Esta característica proporciona ao motor flexibilidade e torque em baixa rotação.

 

O motor gera potência máxima de 151 cavalos a 6 mil rpm quando abastecido a etanol (143 cavalos a gasolina) e o torque máximo alcança 22 mkgf a 4 mil rpm, também abastecido com o combustível vegetal (20 mkgf a 4 mil rpm no caso da gasolina). Com tais números, a relação peso / potência do Peugeot 408 fica abaixo dos 10 kg / CV, o que garante um comportamento dinâmico com boa performance e segurança.

 

Novo conjunto: melhores desempenho e nível de consumo

 

A implantação do câmbio AT6 junto ao motor 2.0L 16V Flex gerou ganhos de performance, tendo como principais destaques acelerações e retomadas, e a redução no consumo de combustível.

 

Nas acelerações de 0 a 100 km/h, houve uma melhora de 1,4 s comparado ao câmbio de quatro velocidades, pois a caixa AT6 tem relações mais curtas em 1ª e 2ª marchas. O mesmo ocorreu quanto às retomadas, principalmente de 80 km/h a 120 km/h, no qual o tempo foi reduzido em 0,5s.

 

Com o câmbio AT6, o consumo de combustível foi reduzido em todas as situações de uso (cidade ou estrada) e combustível (etanol ou gasolina). Nos testes realizados pelo Departamento de Engenharia da PSA Peugeot Citroën, o 408 registrou uma economia de 5% se comparado com sua versão anterior, equipada com a transmissão automática de quatro velocidades.

 

Nova suspensão: mais conforto em favor da dirigibilidade

 

No ano modelo 2014, o 408 recebeu outras modificações importantes aplicadas a toda gama do modelo:

 

- Conjunto de suspensão: no eixo traseiro foram trocadas as buchas de articulação, que agora estão mais macias, e foi colocado um calço de elastômero no apoio da mola com a carroceria. No eixo dianteiro, foi aplicado um novo apoio superior da mola, que também contribui para a melhor filtragem das irregularidades do piso.

 

- “Pneus verdes”: Pirelli P7, de baixa resistência ao rolamento, que favorece tanto a redução de consumo de combustível quanto uma condução mais suave.

 

Essas evoluções tiveram o objetivo de aumentar o conforto sem perder a estabilidade característica do modelo Peugeot. Estruturalmente, o 408 possui uma excelente rigidez à torção, o que permite um rendimento máximo dos trens de rodagem.

 

Na dianteira, a suspensão é do tipo pseudo MacPherson invertido com barra estabilizadora desacoplada, cuja tecnologia propicia uma excelente dirigibilidade. Contribui para isso suas articulações flexíveis – coxins de borracha – entre a suspensão e a longarina, com alto conforto acústico no interior do veículo. O trem traseiro, composto por uma travessa deformável e uma barra estabilizadora integrada, assegura o controle das vibrações e de estabilidade, assim como um elevado nível de conforto para os passageiros do banco traseiro.

 

O bem-estar a bordo do 408 é também garantido pelo tratamento acústico, que envolve a rigidez da carroceria, juntas de dupla vedação e de vidros laterais com espessura de 4 mm, placas insonorizantes que revestem o capô e a tampa do porta-malas e à aplicação de um para-brisas acústico que filtra os ruídos provenientes do exterior.

 

Amplo espaço interno é destaque no segmento

 

O 408 é um três volumes muito generoso em suas medidas. Na frente, os ocupantes usufruem de um ambiente dinâmico e de qualidade, que favorece o prazer de conduzir, enquanto os passageiros traseiros desfrutam de um habitáculo de grande luminosidade e conforto.

 

Com arquitetura semi-elevada, que proporciona uma enorme sensação de espaço, possui comprimento de 4,69 m, largura de 1,815 m (excelente segurança passiva lateral e habitabilidade de alto nível, como largura na altura dos cotovelos) e um entre-eixos de 2,71 m, um dos melhores no segmento, que favorece principalmente o espaço dedicado aos passageiros traseiros.

 

As formas retilíneas e os espaços de arrumação do porta-malas facilitam a utilização prática do vasto volume oferecido pelo 408: são 526 litros. O acesso ao porta-malas é facilitado pela utilização de duas dobradiças pantográficas. O condutor também pode comandar a abertura do porta-malas à distância, através do telecomando das chaves ou de um botão específico no painel de instrumentos.

 

Espaços laterais permitem acomodar e mesmo fixar demais objetos. Finalmente, para prolongar este espaço até o habitáculo, a funcionalidade dos bancos traseiros rebatíveis de forma fracionada 1/3 - 2/3 permite aumentar ainda mais o volume de carga.

 

Interior com linhas fluídas valorizadas por materiais nobres

 

O interior do 408  ressalta ao máximo o aproveitamento do espaço proporcionado pela arquitetura semi-elevada do veículo, enquanto que o desenho e os materiais utilizados oferecem uma incontestável percepção de qualidade.

 

Assim, o painel de instrumentos é elegante e fluído, proporcionando uma ampla visibilidade externa graças à sua forte inclinação, praticamente em simetria com as colunas do para-brisa. Os acabamentos e o bem-estar a bordo foram objeto de cuidadoso trabalho:

 

- Painel que acolhe os mostradores é compacto, reservando, assim, uma vasta superfície para materiais nobres, tanto no aspecto visual quanto tátil, como o revestimento do tipo “slush”, macio ao toque;

- Equipamentos como módulo de comando da climatização, sistema de som, tela de navegação retrátil, entre outros, particularmente bem integrados;

- Painéis de porta que realçam o interior e têm um movimento que converge para baixo, igual à lateral externa do veículo;

- Detalhes cromados destacam o conjunto: molduras das entradas de ar e dos mostradores, botões da climatização e do rádio, maçanetas das portas, entre outros.

 

Um modelo de segurança exemplar

 

O 408 é um veículo de última geração que integra todo o know-how da Peugeot em matéria de comportamento dinâmico e de segurança. Sua estrutura rígida, associada a eficientes meios de retenção (até seis airbags) e a equipamentos como o ESP ou o ABS de série com auxílio à frenagem de emergência e repartição eletrônica de frenagem, garantem uma segurança exemplar.

 

Um design elegante

 

O 408 exibe os códigos característicos da Marca, com faróis particularmente felinos, que se alongam com harmonia sobre o capô. No prolongamento da moldura do logotipo, dois vincos acompanham o design dos faróis, passam naturalmente pelas colunas do grande para-brisa avançado e se estendem até a traseira do veículo, arrematada por um spoiler discretamente integrado ao volume do porta-malas.

 

A vasta grade frontal, realçada por lâminas horizontais cromadas, em conjunto com a forma dos faróis de neblina, contribui para o dinamismo das linhas do sedã. Tais elementos também ressaltam a impressão de alargamento visual do modelo.

 

A lateral do 408 é modelada e segue a tendência de estilo limpo, sem frisos laterais, mas com caixas de rodas que destacam o estilo das rodas de liga leve. Uma linha suave percorre praticamente toda a carroceria e converge da extremidade das lanternas traseiras até o para-lamas dianteiro, junto a outra linha inferior paralela à base. Todos esses elementos conferem dinamismo, modernidade e robustez ao veículo. O desenho das lanternas traseiras combina ainda harmoniosamente com o porta-malas do carro. Três “garras” de cristal atravessam as lanternas de cor rubi.

 

Uma frenagem eficiente

 

Na dianteira, a frenagem é realizada por discos ventilados de 283 mm de diâmetro e 26 mm de espessura. As pinças de freio têm um diâmetro de 54 mm para permitir que elas atuem com bom nível de resistência e dosagem na pinçada dos discos. Contribuem, assim, para o bom equilíbrio entre a suavidade da pressão do freio e sua firmeza de reação. Os freios traseiros estão equipados com dois discos de 249 mm de diâmetro por 9 mm de espessura.

 

O veículo é equipado de série com sistema ABS (Bosh 8.1), repartição eletrônica de frenagem (REF) e ajuda à frenagem de emergência (AFU). O acendimento automático do pisca-alerta em caso de forte desaceleração completa este dispositivo.

 

O controle de estabilidade (ESP) de última geração, de série na versão topo de gama, detecta e corrige riscos de perda de aderência em situações como curvas fechadas, desvios bruscos e pisos escorregadios, atuando sobre os freios e o acelerador. No 408, o equipamento acrescenta a essas funções controle de tração (ASR), que pode ser desconectado, para garantir uma certa motricidade em situações delicadas, voltando a se conectar automaticamente acima de 50 km/h.

 

Uma oferta moderna de motorizações

 

Para quem busca ainda mais sofisticação e o que há de mais moderno em tecnologia automotiva, a Peugeot disponibiliza também para a versão topo de gama do modelo a opção do motor THP.

 

Referência mundial em performance e tecnologia, o propulsor fabricado com bloco em alumínio é extremamente leve e foi desenvolvido em cooperação com a BMW. Alimentado por um sistema de injeção direta de gasolina, o motor de 1.598 cm3 de cilindrada e cabeçote composto de 16 válvulas com comando de admissão variável e balancins roletados desenvolve 165 cavalos de potência a 6.000 rpm. Com um torque máximo de 24 mkgf disponível a 1.400 rpm, oferece ao condutor força e segurança em ultrapassagens e agilidade nas retomadas de velocidade nos deslocamentos urbanos, por exemplo.

 

Assim, a Marca eleva ainda mais o nível de sofisticação da versão topo de gama do 408, que contempla alta performance e baixos níveis de consumo e emissão de poluentes. Com os motores 2.0L 16V Flex e THP de 165 cavalos, a Marca oferece uma cobertura completa para seu segmento de mercado.

 

Gama completa das versões de acabamento

 

O Peugeot 408 oferece equipamentos que atendem as expectativas dos consumidores de seu segmento no Brasil. Acompanhe os principais itens:

 

408 Allure 2.0L Manual

 

Segurança:

 

- Dois airbags frontais (condutor e passageiro);

- Freio a disco nas quatro rodas (ventilados na frente) com ABS, AFU e REF;

- Faróis de neblina dianteiros;

- Sensor de estacionamento traseiro;

- Travamento automático das portas.

 

Conforto:

 

- Direção eletro-hidráulica assistida;

- Ar-condicionado automático digital Bi-zone com saída de ar traseira;

- Regulador (piloto automático) e limitador de velocidade;

- Para-brisa acústico;

- Regulagem do volante em altura e profundidade;

- Vidros elétricos com função “um toque” e antiesmagamento nas quatro portas;

- Retrovisores com ajuste elétrico;

- CD Player com leitor de MP3 acoplado ao USB Box com funções Bluetooth (“hands free”);

- Seis alto-falantes e comando de áudio no volante;

- Tela multifunções com computador de bordo;

- Chaves com abertura à distância das portas e tampa do porta-malas.

 

Estilo:

 

- Roda 16 polegadas em liga leve;

- Grade frontal com frisos cromados;

- Detalhes cromados nos para-choques dianteiro e traseiro;

- Retrovisores e maçanetas de portas na cor da carroceria;

- Painel de instrumentos soft (“slush”);

- Volante revestido em couro.

 

408 Allure 2.0L Automática

 

- A versão que estreia o novo conjunto mecânico da linha 408 adiciona à sua lista de equipamentos rodas de liga leve de 17 polegadas e conta, ainda, com um para-brisas acústico que filtra os ruídos provenientes do exterior, ampliando o conforto para os ocupantes do veículo.

 

408 Griffe THP

 

Segurança:

 

- Airbag lateral e de cortina;

- Controles de tração (ASR) e de estabilidade (ESP);

- Sensor de estacionamento dianteiro (OPCIONAL);

- Faróis autodirecionais com xênon (OPCIONAL).

 

Conforto:

 

- Bancos em couro;

- Teto solar elétrico;

- Acendimento automático dos faróis;

- Limpador do para-brisa automático + iluminação de “boas-vindas” externa + “follow me home” automático;

- Para-brisa acústico;

- Retrovisor interno eletrocrômico;

- Retrovisor externo rebatível.

 

Estilo:

 

- Frisos cromados na base das janelas;

- Volante de couro esportivo;

- Mostradores com fundo branco;

- Soleiras de portas de alumínio;

- Pedaleira de alumínio.

 

Multimídia

 

- WIP Nav (GPS integrado ao painel com tela colorida multifunções de 7 polegadas rebatível eletricamente).

 

 

408 tem o melhor índice de reparabilidade da categoria

 

O sedã médio da Peugeot apresenta o melhor tempo e o mais baixo custo para reparo, entre os veículos de mesma categoria comercializados no mercado brasileiro, de acordo com testes realizados pelo CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária), entidade de pesquisa dedicada ao estudo da reparação automotiva.

 

Esse resultado reforça a ótima relação de custo x benefício que acompanha o modelo. Além da ampla lista de equipamentos de série, dirigibilidade de alto nível e generosidade tecnológica, o modelo se beneficia de um pacote de serviços de pós-venda extremamente competitivo.

 

Um sedã protegido por todos os lados

 

O 408 apresenta diversos benefícios decorrentes da política de Pós-Venda de valorização do consumidor brasileiro, tais como:

 

- Três anos de garantia total;

 

- Revisões com Preços Fixos para toda a rede de concessionárias do país: a Marca adequou ao máximo o valor das revisões para transferir ao cliente os ganhos obtidos com sua política de Pós-Venda. A primeira revisão custa R$ 330 (10 mil quilômetros ou 1 ano, o que ocorrer primeiro). Somando-se as revisões necessárias ao longo dos três primeiros anos de uso (ou 30 mil quilômetros), o efeito é ainda mais positivo: R$ 1.190, um dos mais competitivos de seu segmento;

 

- Pacotes de Peças e Serviços com Preços Fixos e mão de obra inclusa: O cliente paga o mesmo valor pelo serviço em qualquer concessionária do país. Exemplo: retrovisor (R$ 294,28), farol (R$ 627,42) e para-lama (R$ 244,90);

 

- Três anos de Peugeot Assistance: serviço de assistência exclusivo da Marca, disponível gratuitamente em todo o país 24 horas por dia.

 

Gama de cores

 

Nove tonalidades compõem a paleta de cores do 408 : Branco Banquise, Cinza Alumínio, Cinza Grafito, Cinza Cendré, Vermelho Rubi, Azul Bourrasque, Cinza Manitoba, Cinza Dolomites e Preto Perla Nera.